Rua João Batista Ribeiro, nº 171 - Jardim Botânico - Curitiba/PR

ver no mapa

Notícias

10/02/2021 | PROTOCOLO DE BIOSSEGURANÇA

 

PROTOCOLO DE BIOSSEGURANÇA

 

     A pandemia de Covid-19 nos trouxe mudanças profundas em inúmeros aspectos da vida cotidiana. No contexto atual, é essencial que sejam adotadas as medidas preventivas disponíveis no momento, como o distanciamento físico e/ou social, a higienização frequente das mãos, o uso de máscara de proteção, entre outras.

 

      Seguimos todas as recomendações das autoridades de saúde nacionais e locais. Além disso, pesquisas científicas e recomendações internacionais também foram consideradas como referências para concepção do protocolo.

 

     A retomada das atividades presenciais é uma decisão do poder público, com base na relação risco-benefício dessa ação. Entretanto, mesmo com todas as medidas de prevenção adotadas, por ser uma doença de transmissão respiratória, que depende da colaboração de toda a comunidade, os riscos não serão completamente anulados, sendo possível a ocorrência de casos da doença no ambiente escolar.

 

     É importante reforçar que, havendo casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 na Escola, há a possibilidade de cancelamento das atividades presenciais de uma ou mais turmas ou, eventualmente, de toda a Escola, sempre de acordo com as determinações das autoridades locais de saúde.

 

     Esse Protocolo de Prevenção da Covid-19 foi elaborado com o objetivo de definir e padronizar informações e orientações sobre as medidas de segurança para as atividades presenciais.

 

     Mais uma vez ressaltamos que para a volta às atividades presenciais, os pais ou responsáveis pelos alunos deverão preencher o” Termo de Compromisso”. Neste formulário serão verificadas a presença ou não de sintomas relacionados à infecção causada pelo Coronavírus;

 

     Alunos e pessoas de convívio domiciliar em retorno de viagem de avião ou ônibus, deverão comunicar a Escola e fazer isolamento de 7 dias antes de retornarem às atividades presenciais na escola.

 

     Os professores e os funcionários receberam treinamentos em relação às medidas preventivas que estão sendo adotadas na Instituição.

 

     Com o retorno das atividades presenciais, os alunos recebem, com frequência, orientações de seus professores em relação aos procedimentos preventivos no ambiente escolar que, entre outros, incluem:

 

- Manter distanciamento físico adequado;

- Não devem ocorrer apertos de mão, abraços, beijos ou outros tipos de toque entre as pessoas no ambiente escolar;

- Usar corretamente a máscara de proteção;

- Higienizar frequentemente as mãos;

- A importância de não tocar os olhos, o nariz ou a boca. Caso precise tocar, é necessário fazer a higienização das mãos antes e depois;

- Orientação para que informem ao professor caso apresentem algum sintoma (ex.: febre, mal-estar);

- A necessidade de trazer garrafa de água abastecida;

- A importância de não compartilharem nenhum objeto de uso pessoal;

- A importância de a escola manter os ambientes bem ventilados.

 

     É importantíssimo nos mantermos hidratados, mas para isso precisaremos tomar alguns cuidados:

 

à Trazer garrafa identificada com o nome para evitar trocas.

à Não compartilhar garrafa de água, de forma alguma.

 

 

     Para manter o distanciamento físico, a Escola realizou as demarcações em conformidade com o Decreto 4.960 de 02/06/2020, que determina que o número máximo de pessoas em cada espaço escolar deve respeitar o distanciamento mínimo de 1,5 m entre as pessoas.

 

     Nas escadarias, é necessário respeitar a marcação do distanciamento. Os corrimãos serão higienizados com frequência.

 

     Os alunos serão orientados em relação à forma correta de higienização das mãos e haverá dispensadores de álcool em gel 70% disponíveis em locais estratégicos.

 

     A higiene das mãos é um dos hábitos mais importantes para evitar doenças e infecções. Essa medida simples é uma das ações mais eficazes que se pode ter para reduzir a propagação de patógenos, incluindo o novo Coronavírus (Sars-CoV-2).

 

     A Escola reforçou as medidas de higienização de ambientes, superfícies, equipamentos, sanitários, entre outros, seguindo os protocolos internos, as normas da vigilância sanitária e utilizando produtos autorizados pela Anvisa.

 

     A higienização das salas de aula está sendo realizada a cada troca de turno, ou com mais frequência se houver uma necessidade identificada.

 

     A higienização dos pátios está sendo feita após cada utilização, ou com mais frequência se houver necessidade identificada. Será intensificada a desinfecção de superfícies que são tocadas com frequência (ex.: maçanetas, corrimãos, interruptores, metais sanitários).

 

     Os alunos do Ensino Fundamental devem manter seu material escolar (ex.: lápis, caneta, borracha, régua) em sua própria carteira, pois, por motivo de segurança, não será permitida a troca de material entre os alunos.

 

     Para reduzir o número de pessoas que circulam no ambiente escolar, não será permitida a entrada de familiares de alunos a partir do Infantil 3 até o Ensino Fundamental.

 

     Para reduzir o número de pessoas que circulam no ambiente escolar, estará autorizada a entrada de apenas um familiar para deixar o aluno do Berçário e Infantil 2 até um local designado para ser recebido pelo professor ou outro funcionário.

 

 

     Além de reforçar as medidas de higienização nos banheiros, haverá o controle do limite de ocupação e será reforçada a necessidade da adequada higienização das mãos.

 

  • Casos de suspeita ou contaminação:

 

     Se no município houver ascensão dos casos de contaminação, o modelo de aulas 100% on-line poderá ser retomado. A instituição de ensino deverá informar casos de contágio à Secretaria Municipal e Estadual de Saúde para monitoramento destas situações; com a possibilidade de isolamento de turmas específicas ou fechamento da escola toda, de acordo com a orientação dos órgãos responsáveis.

 

  • Afastamento de alunos ou funcionários com suspeita de Covid-19:

 

     Uma das medidas mais importantes para a prevenção da transmissão da Covid-19 no ambiente escolar é o afastamento imediato de pessoas que possam estar com a doença. Cabe aos familiares não enviarem alunos com sintomas suspeitos e informarem a Escola a respeito da situação. Poderá ser considerado como caso suspeito de Covid-19 qualquer pessoa que desenvolva um ou mais dos seguintes sintomas: febre, coriza, dor de garganta, tosse, “falta de ar”, diarreia, cefaleia (dor de cabeça), mialgia (“dor no corpo”), perda da sensação de olfato e/ou paladar, entre outros.

 

     Diante do exposto, alunos e funcionários que preencham um ou mais desses critérios deverão ficar afastados das atividades presenciais até liberação médica ou até que tenham cumprido o isolamento domiciliar indicado.

 

     Caso o aluno apresente qualquer sintoma na Escola, será encaminhado para o local designado para o isolamento. Os familiares serão comunicados para que o busquem imediatamente.

 

  • Pessoas com doenças não contagiosas com sintomas semelhantes aos da Covid-19:

 

     Os sintomas de algumas doenças não contagiosas (ex.: rinite alérgica, asma, intolerância à lactose) podem ser confundidos com os da Covid-19 (ex.: tosse, espirros, coriza, diarreia). Dessa forma, recomenda-se que alunos e funcionários, de acordo com a orientação médica, mantenham o tratamento indicado para essas doenças para evitar afastamentos desnecessários das atividades presenciais.

 

  • Comunicado de casos de Covid-19 na Escola:

 

     Havendo necessidade, a secretaria se encarregará de comunicar os familiares de alunos e os funcionários que estiveram em contato próximo com um caso suspeito ou confirmado de Covid-19 no ambiente escolar, preservando a identificação da pessoa acometida. O comunicado incluirá informações técnicas e as medidas que serão adotadas pela Escola.

                                 

 

 

 

 

 

 

Casos

Período de isolamento e retorno às atividades presenciais

 

 

 

CASO SUSPEITO: Pessoa da comunidade escolar com sintomas sugestivos para Covid-19

- Afastamento das atividades presenciais por 10 dias: alunos da turma, profissionais envolvidos, se a pessoa com suspeita tiver irmãos na escola, estes também serão afastados.

- Caso o exame PCR seja negativo, a turma e profissionais envolvidos poderão retornar às suas atividades. A pessoa sintomática só retornará quando não apresentar mais sintomas.

 

 

 

 

 

CASO CONFIRMADO: Pessoa da comunidade escolar confirmado por RT-PCR ou antígeno

- Afastamento das atividades presenciais dos alunos da turma, profissionais envolvidos, se a pessoa tiver irmãos na escola, estes também serão afastados.

- Será solicitado que a pessoa apresente atestado médico do período de isolamento. A pessoa confirmada sintomática só poderá retornar às atividades presenciais após cumprir o período de isolamento, conforme orientação médica e permanecer 24 horas sem febre (sem o uso de antitérmicos) e se apresentar melhora dos sintomas.

 

 

 

CONTATO DE COVID-19: Pessoa da comunidade escolar que teve contato próximo* ou domiciliar**

- Afastamento das atividades presenciais por 10 dias: pessoa que teve o contato.

- Caso permaneça assintomática durante este período, a pessoa poderá retornar às atividades independente do resultado da pessoa que teve contato.

- Observação: se o caso for em turmas do Berçário ou Infantil 2 (não utilizam máscara), a turma também será afastada por 10 dias ou até o resultado do exame.

 

Definição de contato próximo e contato domiciliar:

 

* Contato próximo, pessoa que:

 

- Teve contato físico direto (por exemplo, apertando as mãos);

- Teve contato direto desprotegido com secreções infecciosas (por exemplo, gotículas de tosse, contato sem proteção com tecido ou lenços de papel usados e que contenham secreções);

- Teve contato frente a frente por 15 minutos ou mais e a uma distância inferior a 2 metros, sem máscara;

- Esteve em um ambiente fechado (por exemplo, sala de aula, sala de reunião, local de trabalho, sala de espera do hospital etc.) por 15 minutos ou mais e a uma distância inferior a 2 metros, sem máscara;

- Cuidou diretamente de uma pessoa com COVID-19 sem uso de EPI;

- Esteve em uma aeronave, sentado no raio de dois assentos de distância (em qualquer direção) de uma pessoa com COVID-19; acompanhantes ou cuidadores e tripulantes que trabalharam na seção da aeronave em que a pessoa com COVID-19 estava sentada.

 

**Contato domiciliar, pessoa que:

 

- Reside na mesma casa/ambiente.

o

 

© 2015 Escola Crescer e Saber - Desenvolvido por Ledz Web Solutions